Publicado por: Duarte | 9 Setembro, 2007

Quando é que Portugal Deixa de Jogar à Brasileira?

O empate de Portugal-Polónia, neste fim de semana, vem confirmar o que tenho escrito neste jornal, sobre o futebol de troca de bola (rendilhado da escola brasileira) com progressão lenta, estratégia que permite que o adversário se coloque todo à defesa em alternativa ao “futebol direto” praticado pelas melhores equipas europeias.

Vale a pena recordar algumas referências que então fazia, dirigidas a Paulo Bento, sobre esta problemática ou seja, o futebol rendilhado que actualmente já só resulta, com grandes dificuldades, em equipas com muitos criativos como é ocaso dos brasileiros/malabaristas, quase artistas de circo.

A verdade é que, presentemente, quem ganha, títulos internacionais é o moderno futebol praticado pelos grandes clubes europeus ou seja, o “futebol direto“, por quatro motivos:

  1.  Evita que os jogadores entrem em esgotamento físico, fazendo a bola correr e não os jogadores, situação esta de grande atualidade entre os técnicos europeus;
  2. Os passes longos e a pingar contornam os centro campistas, e introduzem um elevado nível de imprevisibilidade (inversamente o jogo de troca de bola é todo ele de grande previsibilidade);
  3. A imprevisibilidade dos passes longos, nomeadamente para os limites da grande área adversária, leva a defesa a situações de stress, cometendo erros ou faltas que dão origem a oportunidades para o ponta de lança ou a lances de bola parada, e estes dão origem a cerca de 60% dos golos;
  4. Nestas condições (poucos jogadores na defesa adversária), os jogadores mais criativos têm mais espaço para finalizar as jogadas.

Destacava ainda, no referido texto, que uma equipa só è eficaz quando marca golos ou evita sofre-los, e o estilo do futebol brasileiro do Sr. Scolari, na base de “passes entre jogadores“, que permite ao adversário reconstituir a sua defesa, dificulta a penetração no meio campo adversário, onde chegam a estar 21 jogadores, o que nos dias de hoje não é solução para a nossa selecção.

Será que não se aprende nada com as equipas europeias mais bem sucedidas, que praticam o chamado futebol direto.

O futebol direto cria situações de imprevisibilidade, permitindo que os avançados tenham espaço para trabalhar, por se encontrar na zona um pequeno número de jogadores e os defesas adversários, em situação de aperto cometem erros sem ter por perto quem os apoie ou corrija.

O futebol direto tem ainda a vantagem de manter os defesas, da equipa que ataca, no seu meio campo, evitando situações de contra-ataque com o meio campo totalmente desguarnecido.

O futebol direto permite ser-se eficiente ou seja, conseguir atingir os objectivos com menor esforço, metendo golos com utilização de menos meios, não impondo que toda a equipa suba para um ataque, nem que tenha que recuar toda para se pôr à defesa.

Naturalmente que a entreajuda de avançados, meio campo e defesas, impõem-se em algumas situações, mas não pode esta ser uma forma vulgar de intervenção por levar a um desgaste físico elevado, em funções atribuídas a outros, condições físicas que depois faltam para o papel que cada um tem que desempenhar.

Volto a repetir que ter bons jogadores, como é o caso da selecção nacional, não chega, é necessário que sejam estabelecidas formas atualizadas de intervenção, como é o caso do futebol direto, mais rápido e interventivo, o que não se verifica no método de trabalho do seleccionador nacional, que aposta claramente num futebol das décadas de 80/90, para o qual não temos malabaristas suficientes na equipa nacional.

Terminava o texto que tenho vindo a descrever com um parágrafo que se mantém actual. “Alguns dirigentes de clubes fazem aposta ou investem nos jogadores, outros nos árbitros, eu defendo que se aposte ou invista nos jogadores e, fundamentalmente, nos treinadores que tenham estratégias atuais”.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: