Publicado por: Duarte | 4 Setembro, 2015

Afinal José Sócrates é um preso político

As declarações de Paulo Rangel, Dirigente do PSD/PPD e deputado no Parlamento Europeu por este Partido, insinuou publicamente na Universidade de Verão do PSD/PPD, que José Sócrates só foi preso porque o PSD/PPD estava no poder.

Perante estas declarações, que alguma comunicação social tentou relativizar para não dizer abafar, ao fim de três dias, perante a gravidade das afirmações, apareceram declarações dos Dirigentes da Associação Sindical do Magistrados do Ministério Público, da Associação Sócio-profissional do Juízes e da Ordem dos Advogados, indignados com as afirmações de Paulo Rangel.

Consideravam estes dirigentes que Paulo Rangel estava a partidarizar as funções Judiciais e os seu agentes, e a fazer “chicana Política”, ou de que as afirmações eram “infelizes que em nada dignificam o discurso político” e ainda de que “está a partidarizar a Justiça”.

Por sua vez, o eurodeputado socialista Francisco Assis, acusou o social-democrata de ter feito uma “operação clara de partidarização da Justiça” e exigiu uma “clarificação urgente” de Pedro Passos Coelho.

Interessante é o Texto do Jornalista Pedro Tadeu no DN, que se pode ver aqui, que entre outras considerações refere que “os senhores juízes e magistrados, igualmente indignados, a jurar impermeabilidade a pressões políticas, como se não estivessem necessariamente implicados nos sistemáticos julgamentos prévios oferecidos à populaça através da imprensa e não tivessem, muitos deles, chegado ao despudorado estado de festejarem no Facebook a prisão preventiva de Sócrates”.

Há contudo uma outra dimensão nas afirmações de Paulo Rangel, que vão ao encontro das afirmações de José Sócrates nas cartas que tem publicado, onde afirma que ainda não foi formalmente acusado de nada, invocando-se unicamente indícios, e que a sua prisão visou tão somente destrui-lo politicamente e impedir a vitória do PS nas legislativas.

O que sobressai disto é a afirmação de Paulo Rangel, de que José Sócrates só está a ser investigado e preso porque o PSD está no Governo.

Hoje José Sócrates foi colocado em prisão domiciliaria sem pulseira, mas sem qualquer acusação formal, referindo apenas a Procuradoria, mais uma vez, o facto de manterem-se indícios de ilegalidades, sem dizer quais..


Responses

  1. Neste processo todo é profundamente lamentável estarmos só a discutir epifenomenos ligados à prisão de José Sócrates e não as questões de fundo a ela ligadas nomeadamente o fenômeno de corrupção ligado à actividade política e exercício de cargos políticos . Marcelo Rebelo de Sousa disse em tempos numa das suas crônicas políticas que o exercício do cargo de primeiro-ministro não permitia realizar determinados negócios e adjudicações que eram da responsabilidade dos membros do governo da área envolvida e não do primeiro-ministro . Daqui se deduz que a haver actividade de corrupção têm de estar envolvidos os membros do governo da área e não apenas o primeiro- ministro com esquemas mirabolantes de transporte de dinheiros e outros valores . Por outro lado a verdadeira corrupção passa entre “os pingos da chuva” ou “entre os dedos” de quem a analisa


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: